Los Angeles, nos Estados Unidos

Partilha esse post

Letreiro Hollywood, visto desde Hollywood Boulevard (Los Angeles, 2015)

Los Angeles é a maior cidade da Califórnia em número de habitantes. Além disso, é a cidade do cinema, local onde se pode encontrar muitos estúdios e, se tiver sorte, ver um artista famoso pela rua.

Uma grande vantagem de escolher esse destino de viagem é que chove pouco durante todo o ano e, por isso, os dias ensolarados tomam conta de quase todo o ano. A diversidade cultural é outra coisa que engrandece a viagem para L.A.: há o bairro latino, o coreano, o chinês, o japonês… (o que proporciona também uma maior variedade de comidas e restaurantes).

Letreiro Hollywood, visto desde Hollywood Boulevard (Los Angeles, 2015)
Letreiro Hollywood, visto desde Hollywood Boulevard (Los Angeles, 2015)

Chegando e saindo de LA

Para quem chega a Los Angeles de avião e não quer gastar muito pode pegar as linhas de ônibus 102, 117, 120, 232, 111/311, 625 que levam até o centro, uma estação de metrô ou outras partes de Los Angeles por somente US$ 1,75.

Uma opção de ônibus mais confortável é o Flyway que leva à Union Station por US$ 8 (atenção: o bilhete desse ônibus só pode ser comprado com cartão de crédito).

O táxi é a opção mais cara, mas que pode te deixar na porta do hotel, o que é muito vantajoso quando se tem muita bagagem.

Chegar e sair de Los Angeles por ônibus (provenientes de outras cidades dos Estados Unidos ou México) pode ser bem interessante se pensarmos no quesito valor da passagem. Há algumas empresas low cost (baixo custo) que chegam e saem da cidade com certa frequência e que valem a pena levar em consideração.

A Megabus, por exemplo, chega a oferecer passagens a 1 dólar. Outra companhia com preços bem acessíveis é a Greyhound. O ideal, para encontrar os preços baixos das passagens, é comprar com bastante antecedência.

O que ver em LA

Los Angeles oferece ao visitante uma infinidade de atividades, desde a visita aos diversos estúdios espalhados: Universal Studios, Paramont, Warner Bros etc, passando por museus de arte – como o Los Angeles County Museum of Art, The Broad Museum –  ou mesmo museus ligados ao mundo do cinema e dos famosos, como o Museu de Cera Madame Thussauds, até passeios com mais contato com a natureza, como é o caso do Parque Griffith.

Loja de souvenirs em Boulevard Hollywwod (Los Angeles, 2015)
Loja de souvenirs em Boulevard Hollywood (Los Angeles, 2015)

Como se locomover em LA

Los Angeles está servida de uma boa gama de metrôs e ônibus que levam facilmente o turista a quase todos as partes da região (clique aqui para maiores informações sobre o transporte público em toda a cidade).

Por exemplo: se você está no centro de Los Angeles – Downtown – e quer ir a Malibu (uma distância de, mais ou menos, 70 km) há uma forma fácil e de baixo custo para percorrer o trajeto. O mesmo vale para Long Beach, Santa Monica, outras praias e até mesmo o aeroporto. Um bilhete simples custa US$ 1,75; o Day Pass (que vale para o dia todo) vale US$ 7; e, nos finais de semana, é possível pagar US$ 10 para usar o transporte livremente nos dois dias (sábado e domingo). Mas, atenção, ele vale somente para as linhas identificadas com M (metro line e metrolink) e para quem usa o TAP – cartão recarregável do transporte de LA – que pode ser adquirido nas máquinas quem vendem bilhetes de metrô.

Praia em Santa Monica (EUA, 2015)
Praia em Santa Monica (Los Angeles, 2015)

Outra opção mais barata para quem quer percorrer o centro da cidade é usar os ônibus chamados DASH. A viagem custa US$ 0,35 com o cartão TAP ou US$ 0,50 quando se paga em dinheiro. Confira as linhas e trajetos do DASH aqui.

Praia Malibu (California)
Praia Malibu (Califórnia, 2015)

 

 

 

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*