Cingapura

Partilha esse post

Lojas de souvenirs em Chinatown (Cingapura, 2015).

O país

Marina Bay, Cingapura (2015)
Marina Bay, Cingapura (2015)
  • Cingapura é uma cidade-estado, ou seja, o país possui apenas uma cidade.
  • Tem pouco mais de 700 km² de área, ou seja, a cidade de São Paulo, com pouco mais de 1.500 km², tem o dobro de seu tamanho!
  • Possui, aproximadamente, 5 milhões e meio de habitantes.
  • É uma ilha que está localizada na Ásia, logo abaixo da Malásia.
  • A moeda usada é o dólar de Cingapura (1 dólar americano equivale a mais ou menos 1,35 dólares de Cingapura na cotação de outubro de 2015).
  • Tem um importante centro financeiro, que atrai investidores de todo o mundo.
  • Tem incríveis arranha-céus que tornam a paisagem do local interessante.
  • Apresenta uma infinidade de leis que devem ser seguidas, com o risco de levar uma multa, chibatada ou até ir a prisão. Algumas delas são bastante incomuns para os estrangeiros, como a proibição de cuspir na rua ou a obrigação de dar descarga em banheiros públicos. Outras chegam a ser engraçadas: é proibido urinar em elevadores ou comercializar chiclete. E, outras, que não estamos acostumados, mas não podemos esquecer por aqui, como: atravessar a rua somente na faixa de pedestre e não consumir bebidas alcoólicas nas ruas, somente nos bares e restaurantes que as vendem. E essas leis estão estampadas até em souvenirs, com os dizeres: “Cingapura, a cidade das multas”!

História

  • Foi colonizada pela Inglaterra e dela traz algumas heranças, como a língua inglesa como um dos idiomas oficiais do país e o trânsito adota a mão inglesa, ou seja, o trânsito e o volante do carro é do lado direito.
  • Em 1965 tornou-se independente da Malásia, por isso, Cingapura é um país independente há somente 50 anos.
  • As intensas atividades econômicas, atraídas pela localização estratégica do país para a navegação, permitiram que diversos povos emigrassem para a região – principalmente malaios, indianos e chineses – resultando em um povo acolhedor e bastante respeitoso com relação às diferenças culturais e religiosas.

Religião

Templo budista, em Chinatown (Cingapura, 2015).
Templo budista, em Chinatown (Cingapura, 2015).
  • Templos budistas, hindus, mesquitas e igrejas católicas estão presentes na paisagem de toda a cidade-estado, sendo que os budistas são maioria (mais ou menos metade da população segue essa religião), seguidos por muçulmanos, cristãos e hindus.

Alimentação

  • A culinária em Cingapura é influenciada principalmente pelas culinárias indiana e chinesa.
  • Os restaurantes estão classificados com as letras A, B ou C, sendo que a A representa que o local é bem higienizado e, consequentemente, a comida é de melhor qualidade, enquanto que a letra B indica que o restaurante é mediano e a C, que o lugar não oferece boa qualidade em seus serviços.
Restaurante em Cingapura, com destaque à sua classificação B (indicada pela seta amarela), 2015.
Restaurante em Cingapura, com destaque à sua classificação B (indicada pela seta amarela), 2015.
  • Embora ser um país caro, é possível encontrar pratos relativamente baratos. Nas praças de alimentação – food court – espalhadas pela cidade, você pode comer arroz com frango por 3,50 dólares de Cingapura. Mas, há restaurantes mais caros, principalmente nos shoppings centers e no centro da cidade.
  • Há uma grande variedade de frutas, mas, em sua grande maioria, são importadas, o que as encarece bastante.

Compras

  • Para quem gosta de passear em shoppings centers, Cingapura é um paraíso: há uma infinidade de shoppings de todos os tipos e para todos os gostos, eles têm desde as lojas das grifes mais refinadas até produtos de um dólar de Cingapura.
  • Para comprar souvenir com preços acessíveis a qualquer bolso vale a pena andar pelas principais ruas de Chinatown, onde camisetas, canecas, chaveiros, imãs, brincos etc. são vendidos nos valores entre 1 e 10 dólares de Cingapura.
Lojas de souvenirs em Chinatown (Cingapura, 2015).
Lojas de souvenirs em Chinatown (Cingapura, 2015).

Transporte

  • Locomover-se em Cingapura é fácil, apesar de não ter um transporte barato.
  • Há 6 linhas de metrô. As estações deixam seus passageiros nos principais pontos da cidade e o valor da passagem varia de s$ 1,40 a S$ 2,70 dependendo da distância percorrida.
  • Há também a opção de o turista comprar o Singapore Pass e usar durante todo o dia o transporte público por uma taxa única (S$ 20 o dia todo, sendo que S$ 10 é reembolsável).
  • Apesar da variedade de transporte público, há grande circulação de carros nas ruas e, em algumas partes da cidade, cobra-se uma taxa (como um pedágio) para circular dentro delas.
Pedágio em uma rua perto do centro de Cingapura (2015)
Pedágio em uma rua perto do centro de Cingapura (2015)
  • No entanto, o turista que não tiver pressa, pode caminhar tranquilamente por toda a cidade. As ruas são geralmente limpas e seguras (não se vê a presença de muitos policiais, mas sabe-se que há câmeras de segurança espalhadas por todas as partes) .

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*